Construtoras chilenas cada vez mais próximas do padrão alemão e japonês

Home  /  Divulgação  /  Construtoras chilenas cada vez mais próximas do padrão alemão e japonês

Construtoras chilenas cada vez mais próximas do padrão alemão e japonês

Os números positivos que o setor da construção civil no Chile atingiu nos últimos meses significaram um aumento na confiança de compradores, bancos e imóveis. Da mesma forma, mudanças nos planos regulatórios promovidos no país e a abertura de novas linhas de metrô aumentaram a demanda por imóveis, reativando o dinamismo da indústria, setor cada vez mais exigente em questões de qualidade.

 

Dizem que os chilenos aprendem com os erros e que a segurança e qualidade nos lares são coisas que você nunca se esqueça, condições que fizeram a indústria refletir, motivando-os a aperfeiçoar seu padrão de qualidade, incorporando tecnologias de ponta nos diferentes processos de construção.


Países como Alemanha ou Japão lideram o ranking de qualidade das obras no mundo. Ninguém está surpreso que os alemães tenham altos padrões de qualidade, pesquisa e, acima de tudo, equipes qualificadas que lhes permitam liderar a produção de diferentes mercados, de alimentos, carros à casas. O mesmo vale para o Japão, líder indiscutível em inovação e tecnologia, sempre preocupado em reduzir o impacto ambiental.


Robinson Fuentes, co fundador da Calidad Cloud software e gestão da qualidade em obras – diz que:


por um par de anos, a nossa indústria pretende tornar-se uma referência para a América Latina em questões de qualidade de construção. Nesse sentido, temos testemunhado como a indústria vem incorporando tecnologias nos processos de tal forma que podemos nos tornar um prestigiado “Made in Chile”, algo como “Made in Germany”.


O uso de ferramentas e softwares tecnológicos nos trabalhos possibilitou uma visão muito mais abrangente do mercado e dos projetos atuais, permitindo a geração de processos de maior qualificação. 

Os 5 softwares mais utilizados pelos profissionais da área no Chile


AutoCAD: Software de projeto de engenharia e arquitetura, é reconhecido internacionalmente por sua extensa capacidade de modelagem digital. Ele permite que arquitetos, engenheiros, designers industriais e outros modelem projetos e os recriem em 3D, dessa forma você terá uma melhor perspectiva visual de como um trabalho seria. Não vem substituir o modelo, mas obviamente ajuda a economizar tempo.


Revit: Software de modelagem BIM (Building Information Modeling) que reúne todas as informações da construção em um sistema inteligente que coordena os dados e as tarefas para construir edifícios eficientes e de alta qualidade. O mais importante desta solução é que ela pode ser usada por engenheiros, arquitetos, técnicos e equipes de construção, cada modificação feita no projeto é atualizada ao longo do desenho do trabalho. Esta solução vai de mãos dadas com a exigência do Governo do Chile, no plano Construye 2025, com vista a uma construção mais sustentável e de melhor qualidade.


Iconstruye : Parceiro de software da Câmara Chilena de Construção, é orientado para o gerenciamento de suprimentos de construção, a fim de simplificar a logística desta área. A plataforma varia desde a identificação das necessidades de compra até o pagamento aos fornecedores.


PlanGrid: Criado nos EUA sob o lema “aviões no bolso”, este aplicativo permite que cada ator dentro do trabalho tenha acesso imediato aos planos atualizados do trabalho, o que otimiza o tempo de revisão, já que evita a plotagem de diferentes versões destes. O bom é que este aplicativo permite que você trabalhe a partir de qualquer dispositivo móvel, em tempo real, mesmo quando não há conexão, o que reduz em até 60% o custo de plotagem de cópias.


Calidad Cloud: Software criado no Chile para gerenciar a qualidade das obras, desde a escavação até a entrega ao proprietário de uma residência. Trata-se de um aplicativo que pode ser usado em qualquer dispositivo móvel, com ou sem conexão. Sua implementação dentro das obras permite que as construtoras entreguem um produto acabado com alto padrão de qualidade e controlem os períodos de progresso, o que implica em uma redução de 45% do pós-venda do projeto.


Conclui Robinson:


A tecnologia hoje não apenas nos permite trabalhar em linha com as informações, mas também facilita o acesso a informações que, de uma forma ou de outra, se traduzem em tempo de gerenciamento. Além disso, e copiando os modelos de padrões de fora, a tecnologia nos torna atores mais responsáveis com o meio ambiente, uma vez que reduz significativamente a pegada de carbono.


Atualmente no Chile está se promovendo “Digitalização da Construção Civil”, que reafirma que o país estar cuidando da construção de forma eficiente, sustentável e com qualidade.


Extraído de: 24 Horas.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *